Medicamentos ficam 10,8% mais caros e 13 mil terão reajuste de preço

Anunciado no início desta semana, o aumento no preço dos medicamentos em 10,89% foi confirmado nesta sexta-feira (1°) com a publicação em Diário Oficial da decisão da Câmara de Regulamentação do Mercado de Medicamentos (CMED).


Leia a íntegra da resolução


De acordo com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêutios no Estado de São Paulo (Sindusfarma) aproximadamente 13 mil medicamentos serão afetados.


Esse aumento chega ao teto e valerá para todo o país. Para calcular o novo valor, levou-se em conta a inflação média do IPCA (10,54%), a produtividade do setor, o fator de ajuste de preços relativos ao setor e o ajuste de preços relativos intrassetores.



CUT/BRASIL