Sindicato participa de debate sobre Saúde do Trabalhador


O Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté participou na segunda-feira (31/01), da “Roda de Conversa”, organizada pelo Departamento de Enfermagem da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), através da Professora Drª Vivian Aline Mininel, do debate com os estudantes sobre o tema "A transversalidade da Saúde aos trabalhadores: importância da articulação intra e intersetorial no campo da Saúde do Trabalhador". A disciplina regularmente ofertada aos estudantes do curso de Enfermagem da Universidade de São Carlos.


A atividade aconteceu de forma virtual com a participação de representantes de entidades e órgãos oficiais, tais como: INSS - (Instituto Nacional do Seguro Social), MTE - (Ministério do Trabalho e Emprego), HU – (Hospital Universitário), VIGILÂNCIA SANITÁRIA, o CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), e o Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, que esteve representado pelo Diretor e membro do Coletivo de Saúde, João Tavares.


Para o dirigente sindical, João Tavares, membro do Coletivo de Saúde do Sindicato, a iniciativa é extremamente oportuna. “Inserir temas que não fazem parte das disciplinas convencionais, cria condições para os formandos entenderem a importância da TRANSVERSALIDADE INTRA e INTERSETORIAL na Saúde, com recorte na área de Saúde do Trabalhador”, explica ele.


Ainda de acordo com o dirigente sindical, “Durante as apresentações dos convidados, foi possível identificar de maneira geral os problemas recorrentes, e que se agravaram nos últimos anos em decorrência das mudanças promovidas principalmente pelo Governo Federal, com o aval da maioria dos Congressistas. Ficou evidenciado os cortes no orçamento, reduzindo sobre maneira os investimentos. Outro ponto é a falta de realização de concursos públicos em Órgãos como INSS e MTE, sucateando o sistema. A Emenda Constitucional 103/2019 forçou os servidores a se aposentarem, prejudicando ainda mais os atendimentos. A notícia positiva é que temos ainda pessoas engajadas, e que reconhecem a importância da transversalidade, para que as ações tenham mais efetividade”, conclui João Tavares.


O Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté sempre atuante nas ações sobre Saúde e Segurança, pretende dar continuidade à discussão do tema abordado nesta atividade, com a realização do “Seminário dos Cipeiros Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté”, no qual tem o objetivo de reunir trabalhadores da categoria (Cipeiros), dirigentes sindicais, empresas, representantes de entidades e órgãos oficiais, e universidades, tais como a UFSCAR.