Sindicato realiza formação de Lay Off, acordo garante empregos

A Direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, realizou nesta terça-feira (17/05), na sede da empresa Electrolux, o Curso de Formação com trabalhadoras e trabalhadores que integram o Lay Off na Electrolux, unidade de São Carlos.


A Formação foi organizada pela Secretaria de Cidadania juntamente com a Secretaria Geral, e teve o material desenvolvido pelo Departamento Jurídico e Departamento de Comunicação do Sindicato, sobre o que é a lei do Lay Off, o diferencial dos acordos aprovados em assembleias, os termos negociados e reflexão sobre cidadania.


A abertura da formação foi feita pelo presidente do Sindicato, Vanderlei Strano, que abordou a importância da negociação e preservação dos empregos, a organização dos trabalhadores, greves, perda do poder de compra dos trabalhadores, motor híbrido etanol, energia sustentável, representatividade nas eleições, reforma trabalhista e reforma da previdência.


De acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, Vanderlei Strano, os temas escolhidos despertaram o interesse dos trabalhadores. “Durante o curso os trabalhadores puderam saber mais sobre a importância do acordo negociado, as ações do Sindicato, além de tirar dúvidas sobre o Lay Off. O processo dinâmico e democrático do curso contribuiu para que novos assuntos fossem abordados, como política e os impactos das reformas da previdência e trabalhista, justamente temas que afetam a vida dos metalúrgicos”, destacou Vanderlei.


Para o Secretário Geral da entidade, Waldemar Muniz, o tempo do curso foi importante para o Sindicato abordar temas que dificilmente seriam discutidos em assembleias. “ Temos na formação a oportunidade de falar as trabalhadoras e trabalhadores sobre a luta e a organização, explicar o acordo e ações do Sindicato, alertando que a união é a diferença na hora da luta”, ressaltou Waldemar


Participaram da formação os dirigentes sindicais Herbert Braz do Carmo, Ceres Lucena Ronquim, e Edilson de Oliveira Lima. Na oportunidade os diretores fizeram também uma análise de conjuntura diante do processo de desindustrialização no país, e citaram os investimentos realizados pelo Sindicato no processo de revitalização do Novo Clube de Campo dos Metalúrgicos.


Atualmente a Electrolux tem cerca de 2200 trabalhadores na planta em São Carlos, e são constantes as lutas do Sindicato para garantir os direitos dos trabalhadores. A adesão ao Lay Off foi a solução que o Sindicato negociou junto a empresa, para evitar demissões, visando a manutenção dos empregos.