Coletivo de mulheres da FEM-CUT/SP comemoram os 30 anos de luta


As mulheres metalúrgicas da FEM-CUT/SP comemoram os 30 anos da entidade com encontros que reúne o Coletivo de Mulheres para debater a Campanha Salarial deste ano e os avanços nessas três décadas.


A categoria tem conquistado as Convenções Coletivas de Trabalho com cláusulas inerentes as mulheres, como a Licença Maternidade de 180 dias, a proteção ao trabalho para as mulheres gestantes e lactantes, o auxilio creche e garantias as trabalhadoras que sofrer aborto. As mulheres também lutam pelos direitos dos homens e mulheres.





COLETIVO DE MULHERES DA FEM-CUT/SP


As mulheres conquistaram também os espaços nas direções dos Sindicatos, na FEM, na CNM e na CUT, que são instancias de extrema importância pra toda a categoria. Hoje dois Sindicatos da FEM-CUT/SP são presididos por mulheres, no caso de Matão com a companheira “Edna Francisco dos Santos” e de Itaquaquecetuba com a companheira “Viviane Maria de Souza”.


Frase: “A nossa luta é todo dia, nós somos mulheres e não mercadoria” – Edna F. dos Santos – Presidenta do Sind. Metal. Matão –


No 5® congresso da FEM-CUT/SP, a conquista da Secretaria de Mulheres possibilitou o avanço nas mesas de negociações, na realização de programas de formação, seminários e na organização de diversas ações em defesa das mulheres da categoria e da sociedade.


Rose Machado – 1ª Secretaria de Mulheres da FEM-CUT/SP


A participação das mulheres nas mesas de negociações representou e representa importantes avanços para as mulheres e para toda a categoria, assim como a participação efetiva nas atividades sindicais e socias, lado a lado com os homens, na luta pela paridade e por um mundo melhor.


Ex-secretária de Mulheres da FEM-CUT/SP


As mulheres já sofreram muito e ainda sofrem cotidianamente com as diferenças salariais, com a desigualdade de gênero, com o feminicídio e outras atrocidades, por isso a luta não pode parar e homens e mulheres precisam continuar até a vitória.


Erick Silva – Presidente da FEM-CUT/SP


Nesses 30 anos da FEM-CUT/SP as mulheres tiverem, e tem, uma participação fundamental na luta contra o machismo, nas empresas, nas estruturas sindicais e em toda a sociedade. As mulheres estão e precisam ocupar todos os espaços de decisões.


Max Pinho – Secretário Geral da FEM-CUT/SP


A FEM-CUT/SP parabeniza todas as metalúrgicas da CUT no estado de São Paulo pelos 30 anos de história, luta e conquistas e que muito mais anos venham com vitórias e conquistas!



FEM-CUT/SP