top of page

Vice-presidenta do Sindicato comenta sobre 91 anos da conquista do voto feminino no Brasil


No último dia 24 de fevereiro foi celebrado 91 anos da conquista do voto feminino no Brasil. Em 1934 com a instituição do Código Eleitoral, o voto feminino foi finalmente implementado no país. A luta, no entanto, durou décadas.


A conquista é recente, mas abre discussão para a importância e as dificuldades da participação feminina na política. Hoje, as mulheres representam quase 53% de todo o eleitorado brasileiro. Mas, mesmo com todos os avanços nos direitos políticos, continuam sendo minoria nos espaços de poder, que ainda se mantém majoritariamente ocupado por homens brancos.


Para a dirigente sindical, vice-presidenta do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, e Diretora da Mulher FEM-CUT/SP, Ceres Lucena, essa conquista é muito importante. "Hoje somos em média 18% de mulheres na Câmara dos Deputados, precisamos ocupar os espaços, buscar mais orientação para quando tiver eleição estarmos prontas e aptas para a luta em prol da sociedade e principalmente das mulheres, contra a violência e contra o feminicídio, que absurdamente vem aumentando a cada dia" reforça Ceres.


Dessa forma, continuamos na luta para que, cada vez mais, as mulheres ocupem todos os espaços de poder, estes que sempre lhes foram negados. É por meio da ampliação da participação feminina que conquistaremos mais direitos e mais políticas públicas destinadas às mulheres.


CUT/BRASIL

Arte: CUT/GO


Assista o vídeo da vice-presidenta do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, Ceres Lucena.




Comments


bottom of page